Translate

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Depressão, a raiva congelada.

 Apesar da complexidade do nosso sistema neural, assim como de toda a máquina humana, muitas vezes nos deparamos com fatos anômalos de comportamentos que são recorrentes na vida das pessoas. Anomalias comportamentais que quase sempre exige a assistência de profissionais médicos especialistas no comportamento humano. Paralelamente ou não a isso, muitas vezes, a solução para esse problema que é a depressão pode estar muito mais ao nosso alcance do que possamos imaginar.

Eu sempre desconfiei que poderia haver uma relação direta entre a depressão e a raiva. Vivemos cercados de pessoas depressivas, que não conseguem administrar corretamente o seu psiquismo apenas por falta de informação e, como consequência, entram nessa patologia auto-flagelante. E não são apenas pessoas com pouco ou sem cultura, antes muito pelo contrário, muitas delas até tem um QI de mediano para alto e mesmo assim se destroem diariamente com seus conflitos emocionais. Sugiro que os portadores desse comportamento se permitam ajudar através dos muitos recursos de livros de autoajuda existentes no mercado, áudios e vídeos fabulosos com exercícios para a prática diária, ou então que façam urgente um bom curso de controle mental para compreender como funciona a nossa fabulosa mente. 
 
" A depressão, “raiva congelada”, pode levar a pessoa até o fundo do poço emocional. É quando ela perde o contato com a realidade que não aceita, sente-se vazia, sem perspectiva, uma sensação de estar sem vida, esmagada.A depressão é uma armadilha em que a pessoa mesma se coloca; necessita tanto ser aceita pelas pessoas porque ela própria se despreza. Cria defesas, formando uma parede à sua volta para proteger-se, mas essa parede a sufoca. Sente-se ferida, acha que as pessoas só querem magoá-la.
Então, começa a se esconder atrás da timidez, complexo de inferioridade, complexo de superioridade, agressividade, arrogância etc.
Foram guardadas tantas coisas negativas no porão (inconsciente), que ela se sente bloqueada, seu raciocínio fica confuso. Sente culpa e passa a se punir. Já perdeu tanto que nada mais importa; não vale a pena viver porque a depressão lhe tira toda a energia.
O auto desprezo vem completar esse quadro. Fantasia uma imagem de como gostaria de ser, e exauri suas forças lutando para ser a pessoa que idealiza. O auto respeito não existe, pois não dá valor às suas qualidades; as dos outros são sempre melhores, embora ache que está acima das pessoas.
A dor e muito grande. É uma dor na alma que a pessoa quer se libertar de toda essa armadilha…
Necessita de ajuda, mas seu orgulho faz com que ela fique estagnada, até que aceite a ajuda que lhe é oferecida. Neuróticos Anônimos é um caminho, pela prática sincera do seu Programa de Recuperação.

Eu mesma sou a prova viva de que o Programa funciona.
N . R. H .
Importante: Para Neuróticos Anônimos, neurótica é qualquer pessoa cujas emoções interferem em seu comportamento, de qualquer forma e em qualquer grau, segundo ela mesma o reconheça. "

Fonte:  http://www.neuroticosanonimos.org.br/depressao-03.html

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Grupo Conexão Qualivitta - Network II - 30/10/2016


Vivência de Meditação por Nísia Rogowski Terra



Palestra de Noé Antônio Castro de Carvalho




Elaine Moutinho

Making Off 


Agradecemos o apoio do Portal Holístico Web TV que fotografou o evento e filmou nossos parceiros além disto, apresentou muita informação sobre ufologia, parcerias e eventos. 

11º Encontro Holístico Brasileiro - Só Felicidade

Venha ver, sentir e participar desta grande energia. De 24 a 26 de março de 2017 - Centro de Eventos do Plaza São Rafael - Porto Alegre

Arte, Ciência e Tecnologia, Conhecimento & Bem-estar

Arte, Ciência e Tecnologia, Conhecimento & Bem-estar
Reiki, Shiatsu, Bioenergética, Regressão, Meditação & Produtos importados da linha Forever Living, Magnetoterapia através da Água